quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Devocional - Êxodo 01

às 13:14
Reações: 
Eaí pessoal, sentiram minha falta?

Pois é eu senti, mas optei por ficar fora um tempo pois andava numa luta interna muito intensa. Sabe quando você vai pro deserto e precisa ficar lá um tempo pra ser corrigido, confrontado e aprender a mudar.
Então! Agora estou de volta e mais edificada do que nunca, quero dividir com vocês tudo que tenho vivido com Deus nesses dias.

Estou atualmente na igreja Bola de Neve e sirvo no ministério infantil, chama-se Bolinha de neve, uma fofura né? Pois é, mas de fofura só o nome do ministério e as crianças pois a gente sabe que existe uma legião de espíritos malignos querendo corromper essa geração que virá e nosso papel é guerrear por elas, guiá-las juntamente com Espírito Santo.

Nessa visão, nossa líder nos deu uma missão que é ler e estudar o livro de Êxodo e é através dessa leitura que retorno ao blog e tem tudo a ver pois o pano de fundo do livro é justamente a saída do povo israelita do Egito sendo libertos de uma opressão terrível partindo então para o deserto com a promessa de uma terra prometida.

Bora então galera?

Êxodo 1:

O livro começa citando as tribos de Israel e conta que o total de descendentes de Jcó foram 70, acredito que a bíblia se refira a descendentes direto de sus filhos e netos.
Os filhos dele são Rúbem, Simeão, Levi, Judá (meu preferido), Issacar, Zebulom, Benjamin, Dã, Naftali, Gade e Aser e José. Todos esses entraram na terra Egito.

Acontece que José um dia faleceu e o rei na época do livro de êxodo não conhecia a história de José e percebeu que o povo israelita andava se multiplicando demais e teve medo que se caso houvesse uma guerra no futuro os egípcios perdessem pelo fato de serem em menor número. Por esse motivo decretou que o povo israelita fosse escravizado, sim, escravizado!

Além dessa maldade tamanha, o rei mandou as parteiras Sifrá e Puá matarem todos o filhos meninos que nascessem, porém elas eram hebreias e temiam a Deus e por isso decidiram não acatar a ordem e mentiram para faraó dizendo que quando elas chegavam para fazer o parto, BUM! A criança já tinha nascido pois as mulheres hebreias era muito virtuosas.

Fico pensando, que nessa mentira, o livro fala que Deus se agradou das parteiras e se agradou tanto que deu a elas família. Interessante, não?! Ele já tinha um plano e elas ao meu ver se saíram muito bem.

Em vista do insucesso do primeiro plano o rei lança uma ordem diferente agora: Lançar no Rio Nilo todos os meninos que nascessem. Acho que ele se percebeu que não podia contar com as parteiras no final das contas.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Andando na Luz Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos