terça-feira, 25 de março de 2014

Playlist – Lorena Chaves

às 13:20
Reações: 
Hoje a playlist não é assim uma “super” novidade, pois a Loreninha tá no mercado a um tempinho já, mas eu não poderia seguir adiante sem falar dessa linda por que por incrível que pareça ainda tem gente que não conhece o som dela e eu não sinto no coração de falar de outros sons que tão chegando com tudo sem mencionar ela.
Essa garota tem o dom de fazer música e é gostoso demais ouvir seu CD e refletir em suas frases de impacto ao embalo de acordes um tanto quanto mpbistas puxando pra um rock cru sem muita frescura.  Dá uma vontade louca de pegar o violão e louvar, SABE?!.
Algumas pessoas podem achar estranho misturar poesia com música gospel. Eu não acho nada estranho, acho até divino, pois me lembra muito da essência do próprio salmista Davi que chegava sempre com o coração sincero, sem cera.
Vale lembrar também que ela passou pelo programa ídolos em 2008 e tem na faixa Cartão Postal a participação mais que especial do Vocalista da banda super querida que vai ter sua vez aqui Palavrantiga, o Marcos Almeida.
Foi bem difícil não colocar o CD todo aqui, coloquei as frases que mais me impactaram em cada canção. Espero qe fale com vocês o quanto falou comigo.
As favoritas então são essas:

Na contramão
“Parece até loucura quando falo de amor...”
“...o fato é que não ter raíz aqui me leva à paz que excede todo o entendimento...”

Portão Azul
“...e você fica aí tentando imaginar como seria do outro lado por não poder perder de vista o que não se perde por esperar...”


Onde está o seu amor
“Você liga a TV, não se entristece mais com o que vê...”
“Como se acostumar com a dor e a miséria sem se comover?”
“Como admitir viver pra si e dizer: Não tenho tempo pra mais nada...”


Cartão Postal
“..te coloco como um selo em mim...”
“...pois a paz que eu carrego é uma carta que não fala nada de mim.”


Mundo Cruel
“Dois caminhos e uma verdade e uma escolha que te trás certeza...”


Memórias de um Narciso (Essa é meu passado)
“...se estou triste abro um whisky, devo ter um bom motivo. Se não tenho, INVENTO. Hoje eu só quero me livrar de mim”

“...eu sou escravo do consumo desse amor por mi. Eu sou escravo SEM saber que sou assim...”

0 comentários:

Postar um comentário

 

Andando na Luz Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos