segunda-feira, 10 de março de 2014

Conferência Bra x Arg

às 13:19
Reações: 

 Olá queridos leitores, se é que tenho algum... Bom! Tenho três pelo menos, Pai, Filho e Espírito Santo e esses me bastam, mas se tiver mais, vou gostar também.

 Quero compartilhar o que foi de maluca essa semana. Andei sumida novamente por que estávamos em conferência Brasil x Argentina a semana inteira, desde segunda passada até ontem e posso dizer que não tive tempo meeeeesmo de postar coisa alguma, pois pra quem não sabe, sou mamãe de uma linda garotinha de 1 ano e ½ e esposa, dona de casa e ainda trabalho...ufa! Tempo é realmente algo precioso, então tenho que administrá-lo por prioridades. Não posso jamais pensar em parar para fazer uma postagem sem antes atender a Deus, família, emprego coisa e tal... Mas amo isso aqui e me fez muita falta para de escrever, então vamos lá!

Vou compartilhar o que Deus fez através dessa conferência na minha vida e um resumão das pregações que consegui pegar.

Começamos num clima de identidade sobre quem somos diante de Deus. O AP Léo chegou explicando e trazendo a consciência que devemos tudo a Israel baseado em Romanos onde diz que em tudo devemos ser gratos aos judeus, pois devemos nossa salvação a eles, pois veio deles.

A noite não peguei o culto mas a Ap Leo continuou nessa vibe e comparou os judeus e gentios com a parábola do filho pródigo. Nós gentios somos o filho pródigo e Israel o filho mais velho. Preocupa-se com o cuidado e amor do pai pelo filho pródigo e não desfruta do que o pai tem e que também é dele e o nós ficamos indo e voltando pro lamaçal que Deus nos tirou sempre que nos esquecemos disso, porém voltamos e desfrutamos das bênçãos. Precisamos ser mais firmes como o irmão mais velho. Eu entendi assim.

Na terça veio o Pr Marcinho de Guarulhos/SP a respeito da travessia do povo de Israel no rio Jordão baseado no livro de Josué 4:23-24


Josué

4.23   O SENHOR, o Deus de vocês, secou o Jordão para vocês atravessarem, assim como secou o mar Vermelho para nós passarmos.



4.24   Por causa disso todos os povos da terra vão conhecer o poder do SENHOR, o Deus de vocês, e vocês o respeitarão para sempre..

Achei superinteressante quando ele falou que existiram duas travessias relatadas na bíblia: a do mar vermelho, onde o povo é LIBERTO da escravidão e a do Jordão, onde o povo TOMA POSSE na terra prometida.

Mencionou também que é muito fácil expulsar demônios de uma pessoa, só que se o Reino não for estabelecido, é aquilo: ele sai, dá uma banda no deserto e volta com mais sete e a pessoa fica pior do que antes.

E agora uso da minha liberdade de expressão pra dizer que um dos motivos de ter trocado de igreja foi que na minha antiga congregação se preocupavam demais em expulsar demônios e a parte de discipular, ensinar o Beabá, o que é oração, jejum, amor, perdão, a obra da cruz,  ficava em segundo plano e sorte do que buscava por si só, como foi meu caso e de tantos que estão lá ainda firmes e fortes pra glória de Deus.

Não critico na intenção de acusar, mas sim de exortar com amor, por que está errado, e quem diz isso é a Palavra e não eu... ele volta com sete mais e a casa tá ali, limpa, enfeitadinha, toda fofa, mas vazia de oração, jejum, de Deus... entendem?!

Mateus

12.43   Jesus continuou: — Quando um espírito mau sai de alguém, anda por lugares sem água, procurando onde descansar, mas não encontra.



12.44   Então diz: “Vou voltar para a minha casa, de onde saí.” Aí volta e encontra a casa vazia, limpa e arrumada.



12.45   Depois sai, vai buscar outros sete espíritos piores ainda, e todos ficam morando ali. Assim a situação daquela pessoa fica pior do que antes. E isso também acontecerá com esta gente má de hoje.

Resumo essa parte como a libertação da escravidão dos momentos em que não sabemos ou não entendemos, não tomamos posse da paternidade de Deus em nossas vidas. Paramos de esquecer que somos FILHOS.

Lembram que a primeira parte? Chamei da parte da identidade né! Então agora que já sabe quem é, estás livre pra tomar posse do que é teu, Aleluias! Tão entendendo né?!
 

Segue...

Na terça a noite foi a vez do Pr Digão vir cheio do óleo pregar Levítico, sim! Levítico.

Quando ele veio com essa, sério! Eu pensei que não ia entender lhufas, mas vou dizer: Muito esclarecedor. Depois dessa, nunca mais deixo de ler a palavra todo dia e muito menos deixo de orar. Não sou louca de desobedecer meu amado. Never again!

A inconstância espiritual paralisa, seca e mata. Pr Digão

João

10.10   O ladrão só vem para roubar, matar e destruir; mas eu vim para que as ovelhas tenham vida, a vida completa.

 

Faz sentido? Pra mim fez todo.

Bom, em Levítico 16 fala assim:

Levítico

16.1   Depois que os dois filhos de Arão foram mortos quando apresentavam a Deus, o SENHOR, uma oferta de incenso que não estava de acordo com a lei, o SENHOR falou de novo com Moisés.



16.2   Ele disse: — Diga ao seu irmão Arão que não é a qualquer hora que ele pode entrar no Lugar Santíssimo, que fica atrás da cortina da Tenda Sagrada. Se ele entrar, morrerá, pois é ali que eu apareço numa nuvem acima da tampa da arca da aliança, que é o lugar onde os pecados são perdoados.



16.3   Arão só poderá entrar no Lugar Santíssimo depois de ter matado um touro novo como oferta para tirar pecados e um carneiro como oferta que será completamente queimada.



16.4   Antes de entrar, Arão tomará um banho e vestirá as roupas sacerdotais, todas feitas de linho, isto é, os calções, a túnica e o cinto; e na cabeça ele colocará a mitra, também feita de linho.



16.5   E Deus deu a Moisés as seguintes leis para o Dia do Perdão: O povo de Israel entregará a Arão dois bodes para a oferta para tirar pecados e um carneiro para a oferta que será completamente queimada.



16.6   Arão pegará o touro novo da sua própria oferta para tirar pecados e com ela conseguirá o perdão dos seus próprios pecados e dos da sua família.



16.7   Depois levará os dois bodes até a entrada da Tenda Sagrada. Ali, na presença de Deus, o SENHOR,



16.8   Arão tirará a sorte entre os dois bodes, usando duas pedras, uma com o nome do SENHOR, e a outra com o nome de Azazel.



16.9   O bode que pertence ao SENHOR será morto por Arão como oferta para tirar pecados,



16.10   e o bode que pertence a Azazel será oferecido vivo ao SENHOR. Depois Arão mandará esse bode para o deserto, a fim de conseguir o perdão dos pecados do povo.



16.11   Arão pegará o touro novo da sua oferta para tirar pecados e com ela conseguirá o perdão

 

Aqui chamo de a palavra que foi estabelecida para vigiar, estar atento e não retroceder. Teve a parte da identidade, a parte onde tomamos posse da libertação e agora seguimos em frente vigiando.

Lembrem que falei da passagem de Mt 12:45, nesse texto de levítico, Deus está falando para Moisés que Arão devia sacrificar dois bodes pelos pecados das pessoas. Um à Ele próprio e outro à Azazel.
Como podem ver, esse Azazel vive em regiões desérticas, ele caminhava carregando os pecados até encontrar um lugar para se precipitar, como na estória dos demônios que foram expulsos do gadareno que pediram a Jesus para entrarem nos porcos e o que eles fizeram? Se jogaram precipício abaixo. Esse Azazel não parava de andar até cumprir seu destino, representando o que hoje é e sempre foi o destino de satanás.
 
Conseguem entender?!
Constância é a chave pra uma vida de plenitude e essa constância tem 3 princípios:
  1. Arrependimento
  2. Confissão
  3.  Cuidado em manter
A iniquidade vem com a gente, são as deformidades do nosso caráter, traumas, maldições que nos acompanham. Transgressão é quando desobedecemos leis e pecado é tudo aquilo que desonra Deus e suas leis e ao próximo.
 
Dentro desses princípios é que temos que trabalhar a plenitude. 
 
 
Bom, tem muito mais ainda, mas por hoje vou ficando por aqui...amanhã volto com mais e o que vem por aí é simplesmente a melhor parte. Espero que tenha edificado!
 
Aguardem!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Andando na Luz Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos